Programação – 24.11

Dia 24 de novembro de 2012

24/11 – Trupe Artemanha – O Homem que virou suco

Largo de Santa Cecília, às 11h, 80 minutos

Um homem que sai de sua terra, Vila Defunto no sertão cearense, percorrendo todos os lugares do imaginário popular, fazendo suas estripulias, bagunçando a ordem constituída, defendendo sua origem, caminhando com seus pés rachados pelas terras secas. Lugares secos que são regados pelos coloridos das chitas, dos cortejos dos mestres brincantes, pelas peregrinações dos reisados com suas caretas labutando em campos férteis de cantos, danças, em entremeios, criando sua saga, sua rapsódia de manifestações pertencentes dos saberes e práticas coletivas.

Ficha Técnica: Criação Coletiva da Trupe Artemanha Direção e Dramaturgia:Luciano Santiago Atores:Adonai Bezerra, Carlos Andrade, Deco Morais, Marcelo De Castro eWelton Silva.

24/11 – Grupo Sobrevento – Meu Jardim

Espaço Sobrevento, às 11h, 6 meses a 3 anos, 45 minutos

Entediado, em meio a um deserto, um viajante decide criar um jardim. Mas como fazê-lo? A partir do texto da autora belga de origem iraniana Mandana Sadat, o Grupo Sobrevento compõe um espetáculo que fala de esperança, de sonho, do desejo e da possibilidade de transformar o mundo, em uma paisagem que poderia ser o Irã, como poderia ser o Brasil. A montagem utiliza elementos visuais e sonoros próprios da cultura brasileira, que a aproximam da cultura iraniana e que, curiosamente, parecerá familiar a cidadãos de todo o mundo.

Ficha técnica: Realização e concepção visual: Grupo Sobrevento Texto: Mandana Sadat Interpretação: Luiz André Cherubini e Maurício Santana Direção geral: Luiz André Cherubini e Sandra Vargas

Vídeo da peça

 

24/11 – Grupo Redimunho de Investigação Teatral – Cortejo da Memória – (Ônibus Biblioteca)

Jardim Vera Cruz, 14h, 50 minutos, Livre

O cortejo mostra a trajetória de uma trupe mambembe que, na sina de trocar sua arte por pouso e comida, percorre os “Brasis”, deixando, por onde passa o rastro das histórias de cada lugar. Um palco de proximidades, no qual as janelas podem ser abertas ou fechadas, e o que ali acontece pertence ao nosso tempo particular, ao nosso infinito íntimo.

Ficha técnica:Elenco RedimunhoAllineSant’Ana, Arianne Lima, Bárbara Mazzola, Carlos Mendes, Doró Cross, Giovanna Galdi, Izabela Pimentel, Janaina Ribeiro ,Jandilson Vieira da Silva do Espírito Santo, Karlo Caruso, KeythPracanico, Leandro Borges,NatalyCavalcanty, Rafael Ferro e Vitor Rodrigues Direção Rudifran PompeuDireção Musical Luis Aranha

 

24/11 – Núcleo do 184 – O Laço cor-de-rosa

Teatro Studio 184, às 15h, 50 minutos, Livre

A história de uma menina, seu avô Heitor e uma cachorra encantada Mila. Nina vai passar uns dias na casa do avô e descobre fascinada que a cachorra é na verdade Matilde que foi encantada pela bruxa Rosbifia. Imaginação, doçura e poesia.

Ficha Técnica: Adaptação & Direção Dulce Muniz Elenco Anderson Negreiro, Katiuscia Pinheiro, Dulce Muniz, Flávia Arantes, Irina Alfonso e Leandro Lago.

24/11 – Cia Teatral As Graças – Nas Rodas do Coração

Parque da Luz, às 15h

Nas Rodas do Coração é uma comédia musical que conta a história de uma companhia de teatro mambembe que apresenta seu repertório pelas ruas da cidade de São Paulo. Enquanto a peça está sendo encenada, as atrizes descobrem as falcatruas da dona da companhia e tentam, nos bastidores, desmascarar os golpes da vilã. O espetáculo é inspirado nos sambas de Adoniran Barbosa e na estrutura do melodrama, sendo encenado em cima de um ônibus teatro itinerante.

Ficha Técnica:DireçãoEdnaldo Freire ElencoDaniela Schittini, Eliana Bolanho, Juliana Gontijo e Vera Abbud

24/11 – Grupo Teatral Bico de Lata – Passagem Funda – Histórias de barro e estrelas

Espaço Cultural Cita, às 16h

Todas as noites, Tatiana, uma jovem moradora da periferia de uma grande cidade percorre um longo trajeto da escola para casa. Cansada por uma rotina de trabalho e estudos e questionada sobre os caminhos que sua vida tem tomado, a jovem dorme profundamente dentro do ônibus. Começa a sonhar, chega uma trupe de artistas brincantes que a levam por uma viagem pelo passado de seu bairro. Desde a época em que tudo era apenas mato onde viviam seres mágicos, até a chegada dos retirantes – um povo ávido por construir uma nova vida, passando por situações cotidianas vividas pelos moradores. As histórias contadas pelos brincantes revelam os conflitos e esperanças de um lugar cuja memória se mistura a própria vida de Tatiana.

Ficha Técnica:Texto/ Direção:Juliana Flory Pesquisa de Dramaturgia:Bico de Lata

24/11 – Cia Dois na Mala–Uma jornada de João e Maria

Espaço Dolores CDC, às 16h

Duas crianças de uma pequena vila do sertão, João e Maria, um dia ouvem uma conversa dos pais acerca do que deveriam fazer diante da falta de comida. A escolha dos pais em abandonar as crianças, na esperança de que tivessem uma melhor sorte em outro lar, leva João e Maria a entrarem em uma jornada cheia de desafios, inimigos e aliados, que os obrigará a fazerem suas próprias escolhas.

Ficha Técnica: Atores CriadoresDanilo Minharro, Francisco Wagner, Heidi Monezzi e Priscila SchimitDireçãoBruno Cordeiro e João Alves.

Vídeo da peça

24/11 – Invasores Cia Experimental –Precursora das Ideias

Espaço Redimunho, às 16h, 50 minutos, Livre

Baseado na mitologia africana”Makonde” de Moçambique e inspirado na obra “Mitológicas I – O cru e o Cozido” de Levi Strauss, o espetáculo apresenta as personagens “Senhora Contadora de Histórias”,  “Escultura” e “Menina Noite”, para, através destas, fazer uma leitura à reconfiguração social apresentada a partir da diáspora africana. A poética do espetáculo prima pelos sentidos. A imagética contribui para a valorização da peça. Os elementos da natureza como o vento/ar, o fogo, a chuva/água e a terra têm forte relevância no desenvolvimento do espetáculo.

Ficha técnica: Autora e Diretora: Dirce Thomaz Supervisão Geral: Luiz Baccelli Coreografia: Juçara Amaral

24/11 – LesCommendiensTropicales – Ver [] Ter

Oficina Oswald de Andrade, às 17h, 60 minutos, Livre

Seis atores e dois músicos se embrenham no espaço público para comungar novos olhares com os espectadores (espontâneos ou não) sobre as possibilidades de criar sentidos a partir de velhas histórias e imagens. Convida o público a participar como co-autor de uma história coletiva e própria, ao mesmo tempo, sem passado e com porvir.

Ficha Técnica: Encenação Cia. LesCommediensTropicales, com artistas convidados Andréia Yonashiro, Coletivo bruto, Georgette Fadel e Tica Lemos Elenco Carlos Canhameiro, Daniel Gonzalez, Michele Navarro, Paula Mirhan, Rodrigo Bianchini, TetembuaDandara e Weber Fonseca.

Teaser da peça

24/11 – Teatro Popular União e Olho Vivo – A cobra vai fumar

Teatro Popular União e Olho Vivo, às 17h, 70 minutos, 14 anos

Espetáculo que tratada trajetória da F.E.B. – Força Expedicionária Brasileira, durante a campanha da Itália na Segunda Guerra Mundial, entre 1944/1945. A ida de soldados brasileiros para lutar na Europa, as implicações políticas e sociais que nortearam essa viagem, retratando o brado de revolta contra todas as injustiças e contra todas as guerras. Como em todos os seus espetáculos, o homem do povo será sujeito da ação e não mero objeto.

Ficha Técnica: Direção e dramaturgiaCésar Vieira (IdibalPivetta) Elenco Ana Lucia Silva, Cátia Fantin, Cirena Calixto, Cícero Almeida, Clóvis Lima, Douglas Cabral, Ishac Calixto, ZéMariaGiroldo, Lucas César, Margarida Leme, Monique Flôr, Neriney Moreira, Oswaldo Ribeiro, Priscila Requena,RafaelWerblowsky , Thiago Nogueira e Will Martinez

Cenas da peça

 

24/11 – Cia Paidéia de Teatro – O Boi e o Burro

Espaço Paidéia, às 17h, Livre

Numa noite fria de inverno, num estábulo em Belém. Um boi, sacudindo o frio do corpo, retorna alegre ao seu estábulo quentinho, para comer o seu merecido jantar quando descobre um corpo estranho em sua manjedoura. O que será? Assim começa a peça, que, com a chegada do burro, conta com muito humor uma história conhecida, porém de um ponto de vista bem diferente: sob a ótica de um boi e um burro.

Ficha Técnica: Texto Norbert Ebel Direção Amauri Falseti Elenco Camila Amorin e Manoela Pamplona

24/11 – Grupo XIX de Teatro – Higyene

Espaço XIX, às 17h, 14 anos, 80 minutos

Encenada à luz do dia, originalmente, nos prédios históricos da Vila Operária Maria Zélia (1917), a peça é baseada em uma pesquisa sobre o processo de higienização urbana no Brasil do fim do século XIX, onde um grande contingente de culturas e ideias dividem o mesmo teto – o cortiço. E desse caldeirão de misturas surgem os embriões de importantes manifestações de nossa identidade, assim como as desigualdades sociais que marcam profundamente os nossos dilemas atuais.

Ficha técnica: Pesquisa e Criação: Grupo XIX de Teatro Dramaturgia: Janaina Leite, Juliana Sanches, Luiz Fernando Marques, Paulo Celestino, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya e Sara Antunes Elenco: Janaina Leite, Juliana Sanches, Paulo Celestino, Rodolfo Amorim, Ronaldo Serruya e Tatiana Caltabiano Direção: Luiz Fernando Marques

Vídeo da peça

24/11 – Trupe Sinhá Zózima – Cordel do Amor sem fim

Espaço Redimunho, às 17h e 19h, 50 minutos, 12 anos

O espetáculo narra estórias do universo interiorano. O ir e vir das águas do velho rio São Francisco envolve a vida dos personagens: Teresa, Antônio, Carminha, Madalena e José percorrem as margens do rio, tecendo um trajeto encantatório, como se movimentassem a própria vida no ônibus, onde a peça é encenada.

Ficha técnica:Direção Anderson Maurício Texto Cláudia Barral Elenco Alessandra Della Santa, Anderson Maurício, Junior Docini, Maria Alencar, Priscila Reis e Tatiana Nunes.

Vídeo da peça

24/11 – Grupo Hangar de Elefantes – Terra à vista

Início: Coreto Central da Praça Dom Orione (Procure pelos Corretores de Plantão), às 18h, duração 120 minutos, livre

Peça itinerante e participativa leva o púbico pela Bela Vista colocando em reflexão as lutas por moradia no contexto urbano das grandes cidades e proporcionando uma viagem pelo purgatório de Dante quando um grupo de indivíduos desafia a falsa elevação pregada pela chegada da “Luz”.

Ficha Técnica:Criação, Pesquisa e Dramaturgia (Coletivas): Mariana Aguiar, Rodrigo Caldeira, Ulisses Alexandre, Veni Toledo e Victor Fonseca Textos: Mariana Aguiar, Rodrigo Caldeira, Ulisses Alexandre e Veni Toledo Direção: Ulisses Alexandre Atores: Mariana Aguiar, Rodrigo Caldeira, Veni Toledo, Victor Fonseca, Vanessa Viotti, Aurea Teixeira, Bruna Lima, Leidiane Batista e MaykolArancibia

24/11 – Cia Vacivu de Artes – Clara em Neve

Espaço XIX de Teatro, às 18h, 60 minutos, 10 anos

CLARA EM NEVE é um convite a refletir sobre o significado da vida e suas insignificantes certezas. O espetáculo narra a história de Ana, uma senhora de 65 anos, portadora de Alzheimer. Ao receber a visita do público revive suas histórias e momentos. A peça se passa em uma cozinha. Neste espaço vestígios da doença começam a aparecer, Ana resolve fazer um bolo para as ‘visitas’ e enquanto mistura os ingredientes, mistura os fatos, as pessoas e os acontecimentos.

Ficha Técnica: Atriz-criadora Mari Nogueira, Direção e dramaturgia Daniel Viana, Orientação Luiz Fernando Marques, Cenografia Luiz Fernando Marques e Mari Nogueira, Produtora Executiva Elise Guedes, Fotografia Franco Zampese

Cenas da peça

 

24/11 – Cia Agata de Arte –A Vida é sonho

Espaço Redimunho, às 18h, 75 minutos, Livre

Inspirada na obra deCalderón de la Barca  (Clássico da dramaturgia española), diante da profecia de que o príncipe Segismundo seria um grande tirano, caso chegasseao trono, seupai, o ReiBasílio, decide mantê-lo cativo em umaprisãonasmontanhas. Arrependidodestaatitude, decide libertá-lo e testá-lo no poder para comprovar a veracidadedestaprofecia.

Ficha Técnica:Direção Silvio Tadeu / Ruben Espinoza ElencoHenrique Possetti, Milton Ostronoff, Eliana Simões, Eduardo Silva, ClaricePicchetti, Patricia Cazol, Yuri Bellotti, ÊniaArmendani, Francisco Alves, AdeildaSairie, Paulo Vieira.

24/11 – Núcleo Uirapuru Visível – Ohio Improntu Beckett(Leitura Dramática)

Teatro Studio 184, às 18h, 50 minutos, Livre

Trata-se de uma investigação em torno da obra dramática do autor irlandês Samuel Beckett, através do texto “OHIO IMPROMPTU”. O projeto presta uma homenagem ao grande dramaturgo que ocupa, sem dúvida nenhuma, lugar centralizador nas artes cênicas e na contemporaneidade dramatúrgica. Uma leitura da belíssima narrativa ou fabulação do texto. A linha de ação será os minimalismos dos gestos e da ação física dos intérpretes criadores, através de uma partitura física construída por fatores do movimento como tempo / pausa/ numa dinâmica muitas vezes em estado de suspensão.

Ficha Técnica: Direção e interpretação Carlos Alberto da Conceição Teixeira

 

24/11 – Grupo Teatral Parlendas – Marruá

Espaço Dolores CDC, às 18h, 60 minutos, Livre

Quais são as linhas que demarcam um território? Que traçados determinam uma nação? O que nos torna povo de algum lugar? A pobreza respeita fronteiras? E a resistência? Marruá é uma expressão utilizada pelos peões do centro-oeste do Brasil, para designar um touro que se desgarra do rebanho, fugindo para as matas e se tornando selvagem e bravo (alongado), pois passa da época de ser abatido.

24/11 – Engenho Teatral – Opereta de botequim

Espaço Engenho Teatral, às 19h, 70 minutos, Livre

Misto de show musical e teatro, totalmente autoral, alinha músicas, cenas, comentários, poesias, piadas, em torno de uma questão central: a identidade do indivíduo pautada por uma sociedade do trabalho, ou antes, do emprego. O Engenho quer fazer o público rir e se divertir com a própria desgraça: por trás de cada um de nós, de cada experiência individual, existe uma história de massacre construída sobre a escravidão de séculos e a exploração através do emprego – que todos querem, mas que inferniza a vida de qualquer um. Opereta de Botequimnão tem o menor pudor em tratar tudo sem a menor cerimônia, de forma debochada, irônica, descontraída e… extremamente séria. Afinal, divertir é coisa bem diferente de distrair.

Ficha Técnica: Direção, Cenário e Iluminação Luiz Carlos Moreira Elenco Beto Nunes, Débora Miranda, Dinho Prado, Hiles Moraes, IracíTomiatto e JuhVieira

 

24/11 – Cia Antropofágica – Terror e Miséria no Novo Mundo – Parte III: a República

Espaço Pyndorama, às 20h

A Antropofágica faz uma autópsia da República brasileira, abordando aspectos da organização social, passando pelo papel da indústria cultural e as lutas emancipatórias. A peça é a terceira parte da trilogia do projeto Liberdade em Pindorama.

24/11 – Grupo Arte Simples – Arte Simples conta Tchékhov

Espaço XIX de Teatro, às 20h, 90 minutos, Livre

O personagem Tchékhov esta no céu e descobre que um grupo de teatro está ensaiando uma de suas peças. Curioso, Tchékhov quer descer a Terra para ajudá-las. Procura o CCB (Consulado Celestial Brasileiro) e é atendido pelo Anjo Marcelo que convencido o ajuda, mas o que Tchekhov não imaginava é que ao invês deles descer em São Paulo ele acaba caindo no interior do Maranhão.

Ficha técnica: ElencoAndréa Serrano, Camila Arelaro, Eugenia Cecchini, Isadora Petrin, MairunSevá, Marcela Velasques, Tatiana Eivazian, Direção Tatiana Rehder

Teaser da peça

 

24/11 – Coletivo Dolores – Insônias de Antonio

Espaço Dolores CDC, às 20h, 60 minutos, 14 anos

O arquiteto Antônio participa do projeto de um grande empreendimento, mas não pelo lado da construção, e sim pelo da destruição: seu conhecimento urbanístico serve aos interesses da Corporação para remover uma favela do local onde se construirá o condomínio. Isso o faz remoer, em momentos de insônia, toda a trajetória que o levou a essa condição.

Ficha técnica: Direção de Danilo Monteiro Elenco Danilo Monteiro, Eugenio Vojkovic, Julia Saragoça, Luciano Carvalho e Nica Maria

Teaser da peça

24/11 – Desabafo Coletivo – Desabafo

Espaço Redimunho, às 20h, 180 minutos, 16 anos

Baseado no monomito do herói segundo Joseph Campbell, Desabafo conduz seus participantes por um caminho iniciático, fruto da combinação de suas escolhas ao longo do espetáculo. Entretecendo arquétipos femininos com sua história pessoal, as artistas criam um jogo que convida a todos para uma viagem interior compartilhada através de depoimentos. Os participantes são envolvidos sensorialmente pela ambientação, por sabores e aromas e pela música, formando um corpo único. Após o jogo é servido um jantar que celebra o final de mais uma jornada.

Ficha Técnica:Concepção Vanessa Carvalho Direção Fernando Delabio Artistas Criadoras Érika Malavazzi, Estela Carvalho, Roberta Briotto, Silvana Gorab e Vanessa Carvalho

24/11 – Cia Fraternal de Artes e Malasartes Sacrafolia

Unesp – Teatro Reynuncio Lima, às 20h, 75 minutos, Livre

Perseguida por Herodes e seus soldados, a Sagrada Família se perde em sua fuga para o Egito e acaba chegando ao Brasil, onde se vê obrigada a aceitar a ajuda de dois tipos populares, João Teité e Matias Cão.

Ficha Técnica: DireçãoEdnaldo FreireElencoCia Fraternal de Artes e MalasartesAimanHammoud, Edgar Campos, Márcia de Oliveira, LutiAngelelli, Mirtes Nogueirae Roberto Barbosa.

Vídeo da peça

 

24/11 – Teatro Documentário – As coisas só são coisas porque sozinhas elas não mudam de lugar

Espaço Teatro Documentário, às 20h

24/11 – Alberto Santos – Homo ExMachina

NPC Fábrica, às 20h30

24/11 – Cia de Teatro Encena – Jingobel

Espaço Cultural Encena, às 20h30, 55 minutos, 14 anos

Elisa mora com sua mãe inválida. Na noite de natal se descobre sozinha. Mas o inusitado acontece, duas mulheres batem a sua porta. A primeira é Vanusa, jovem homossexual orgulhosa da sua opção, porém afetivamente carente. A segunda é Teresa, evangélica fervorosa, fanática e solitária que sai para evangelizar em plena noite de Natal. Elisa armada com peru, vinho, desespero e um revolver prende as duas em seu apartamento. No decorrer da noite essas mulheres infelizes estabelecem uma relação de amor e ódio, rejeição e amizade além de proporcionar ao público boas risadas decorrentes da situação absurda em que elas se encontram.

Ficha Técnica: Direção: Walter Lins Elenco: Flávia D’Álima, Lidia Sant’Anna e ThâniaRocha

Cenas da peça

24/11 – Estúdio da Cena – Odisseia de Homero

Galpão do Folias, às 21h, 100 minutos, 16 anos

Uma versão contemporânea da famosa saga de Odisseu, herói que venceu a guerra de Tróia, enfatizando sua perplexidade ao voltar para Ítaca, sua terra natal.

Ficha Técnica: Concepção e direção Marco Antonio Rodrigues Elenco Aline Basili, Camila Caparroz, Gabriel Muglia, Miguel Mendes, Natália Kronig, Pedro Carrasco, Pedro Lopes, Rafael Faustino, Renata Asato e Sarah Oliveira.

 

24/11 – Teatro do Incêndio – São Paulo Surrealista 2: A Poesia Feita Espuma

Madame, às 21h, 70 minutos, 18 anos

Um espetáculo regado pelo humor dos absurdos religiosos e pela poesia seca do submundo da capital. Tudo em um universo onírico que retrata uma cidade possível de ser vista a olhos nus, somente pela visão mística e/ou mítica de suas esquinas e cidadãos.

Ficha Técnica: Roteiro e direção geral: Marcelo Marcus Fonseca Elenco João Sant’Ana, Wanderley Martins, Marcelo Marcus Fonseca, Sergio Ricardo, Giulia Lancellotti, David Guimarães, Sonia Molfi, Tássia Melo, Camila Araujo, Tais Luna, Lillian Almeida, Yasmine Colucci, Laís Thales, Vinícius Gusman, Barbara de Almeida, Pedro Casali, Diego Freire, Bárbara Santos, Talita Righini, Antonio Motta , André Candal ,Vinicius Pimentel, Cláudia Motta, Beatriz Malagueta, Mayara Stefane, Pricila Lima, Caroline Marques.

 

24/11 – Arlequins- Os Filhos da Dita

Espaço Cia do Feijão, às 21h, 12 anos, 65 minutos

O espetáculo narra a situação político/social do Brasil no período que antecedeu o golpe de 1964, o ambiente político no qual foi gestado, as circunstâncias como foi imposto e as consequências que ainda são sofridas nos dias de hoje, assim busca desvendar as mazelas da ditadura, com um olhar contemporâneo sobre o Golpe Militar de 1964, na tentativa de iluminar os acontecimentos decorrentes dessa história recente. Recuperando elementos da biografia de uma geração para descobrir uma poesia que conta a história do seu tempo, ao contar a história do homem nela.

Ficha Técnica Direção: Sérgio Santiago Elenco: Ana Maria Quintal e Camila Scudeler.

Vídeo da peça

 

24/11 – Cia da Revista – Cabeça de Papelão

Miniteatro, às 21h, 16 anos, 70 minutos

Antenor é um cidadão do País do Sol discriminado por seus compatriotas. Os motivos da discriminação são os fatos de ele falar a verdade e pensar livremente. Destoante do resto da população, o pensador se viu alijado do convívio social e do trabalho, recebendo constantes conselhos de que ajeitasse sua má cabeça, visto que não se enquadrava no bom senso pregado pela sua sociedade. Ao conhecer Maria Antônia, Antenor descobre a paixão e desatinado decide mudar sua cabeça, a pedido da moça. Afortunadamente (ou infortunadamente) depara-se com uma relojoaria e lá descobre que pode deixar sua cabeça para conserto, recebendo em troca uma cabeça de papelão, fabricadas em série.

Ficha Técnica: Direção, cenografia, figurinos e iluminação Kleber Montanheiro Elenco Adriano Merlini, Bruna Longo, Daniela Flor, Gabriela Segato, Heloisa Maria, Luiza Torres, Natália Quadros, Paulo Vasconcelos, Pedro Bacellar e Pedro Henrique Carneiro Dramaturgia Ana RoxoDireção Musical Adilson Rodrigues

Vídeo da peça

 

 

24/11 – Cia Balagan- Recusa

SP Escola de Teatro, às 21h30, 80 minutos, Livre

Oespetáculoénarrado, cantado, por dois olhares e seus múltiplos: dois índios Piripkura; dois heróis ameríndios, Pud e Pudleré, criadores dos seres; um padre que foi engolido por uma onça que resolveu morar dentro de um lugar inesperado; um fazendeiro que matou um índio e o mesmo índio que o matou, por uma cantora que se perde na mata, por Macunaíma e seu irmão, os heróis dos Taurepang, e outros tantos.

Ficha Técnica: Atuação Antonio Salvador e Eduardo Okamoto (ator convidado) Encenação Maria Thaís Dramaturgia Luís Alberto de Abreu

24/11 – NúcleoTeatral III Sinal – Amanhã é Natal

Teatro Studio 184, às 23h59m, 12 anos, 60 minutos

Edgar e Cecília estão ansiosos nos preparativos da ceia de Natal. Para ela, é uma forma de rever os filhos. Para ele, é a oportunidade de oficializar a união com Cecília – ambos vêm de uma viuvez.

Ficha Técnica: Autor: Mario Viana Diretor: Jairo Mattos Elenco: Álvaro Gomes, Cinthia Zaccariotto, Nana Pequini

Vídeo da peça

24/11 – Cia Insurgente – O preço da Inutilidade (Experimento)

Espaço Redimunho, às 24h, 25 minutos, Livre

Experimento cênico da Cia Insurgente que tem como referências o assassinato do operário metalúrgico Manuel Fiel Filho em 1976 e um fragmento de um prólogo inconcluso de Vianinha para o texto “Rasga coração”. A partir desses argumentos a Companhia busca aproximação com a gratuidade na construção cênica como contraponto à complexidade da luta política, fazendo com que a encenação se transforme num conjunto de ações “inúteis” tais como tentar mudar o passado, fazer bolas de sabão, traduzir expressões em latin, cantar para si mesmo, confeccionar sapos de papel, declamar poemas e equilibrar vassouras.

Ficha Técnica:Dramaturgia e Direção: Dorberto Carvalho Núcleo artístico: Cia Insurgente Elenco: Dani Abelin, Evelyn Érika e Dorberto Carvalho

Canal Aberto Assessoria de Imprensa
11 3798 9510 / 11 2914 0770 / 11 9 9126 0425
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: